Gilete x Barbeador

Antes de tudo, eu sei que a marca é “Gillette”. Não escrevi assim no título do post porque estou me referindo à lâmina de barbear, e não escrevi lâmina de barbear porque é uma palavra grande e feia. Pronto, vamos ao post.

Se barbear todo santo dia é um pé no saco. Sorte daqueles que não precisam praticar essa atividade diariamente e podem passar uns bons dois dias sem se importar com a barba. E que jogue a primeira pedra quem nunca se perguntou “mas, e aí? barbeador ou gilete?”

Mas hoje eu respondo sua dúvida: Depende!
[Você não adora quando a pessoa responde isso? Nem eu, por isso vou explicar melhor.]
Pois é, depende. Depende do seu tipo de pele, do seu bolso, do seu tempo disponível e até daquela pecinha que manuseia o aparelho (é, você mesmo).

Certamente o primeiro aparelho que você usa na vida para fazer a barba é uma lâmina. Dificilmente o cara começa fazendo a barba direto com um barbeador elétrico. E o que isso causa? Além daqueles cortes minúsculos que doem absurdos, o crescimento do pelo fica “viciado” [hmmm, pelo doidão], viciado no quesito crescimento [dãr]. Ao invés de crescer para frente, ele começa a nascer para baixo. Isso facilita o surgimento de pelos encravados e dificulta a adaptação quando você começa a usar barbeador, porque o barbeador corta melhor o pelo quando ele nasce naturalmente (para frente) e leva um tempo até que ele deixe de nascer para baixo.

 

Sobre a lâmina de barbear

gilete

– É o método mais acessível de se barbear. Comprar uma lâmina é muito barato e podemos encontrar em qualquer farmácia ou mercado.
– Se não tiver um creme específico, é possível preparar a barba com um sabonete comum.
– O rosto fica mais lisinho, porque a lâmina corta mais “rente”

Maaaaasss…

– Com a lâmina é muito fácil se cortar
– Ela machuca/irrita a pele
– Se você tem a pele seca é necessário passar um creme antes e outro depois de se barbear
– Faz o pelo nascer para baixo facilitando que nasçam encravados
– Se você tiver a pele oleosa, os cremes e loções usados no pré e pós barba podem contribuir para o aparecimento de espinhas

 

Sobre o barbeador elétrico

barbeador

– É um produto mais caro, para comprar um bom, vão mais de R$200
– Se for um barbeador à bateria, pode ser que um dia você acorde e esteja descarregado

Maaaaasss…

– O produto dura muito, não precisa ficar trocando toda semana
– É super prático, se você estiver sem tempo pode ir fazendo a barba no caminho
– Não irrita muito a pele e você não precisa passar loções pré e pós barba
– A barba fica “homogenea”  uma vez que o barbeador corta todos os pelos do mesmo tamanho

Agora a decisão é toda sua. Os dois possuem prós e contras que devem ser levados em consideração. Apesar do barbeador elétrico ser mais caro, lá na frente vai ter valido a pena, porque você provavelmente vai gastar mais comprando giletes por 2/3 anos do que você pagou no barbeador. Mas, se sua barba demora para crescer, talvez valha mais a pena continuar na lâmina, porque você não faz barba diariamente.

Meu chefe ocasionalmente faz a barba com cera quente, mas acho que você não vai querer tentar, vai? Tema para um próximo post?

Dicas de quais comprar:
Gilete – Mach 3 da Gillette
Barbeador elétrico – Philips

 

One thought on “Gilete x Barbeador

Deixe uma resposta