Reflexão: Roupas e acessórios de grife

Você é do tipo que não dispensa uma roupa “grifada”?
Ou não liga para marcas, pois o que realmente importa é a roupa combinar com seu estilo e cair bem em seu corpo, mesmo se for comprada na lojinha da esquina?

Resolvi trazer essa discussão à tona aqui no blog, para saber a opinião de vocês sobre esse assunto… E dar a minha opinião também, claro!

Sem hipocrisia, vou confessar: Eu só não ando coberta de roupas e acessórios de marca por falta de grana, pois os produtos grifados são vendidos por preços absurdos no nosso país.
Eu tenho, sim, algumas roupas e acessórios de marcas como Tommy Hilfiger, Lacoste e Ralph Lauren. Mas todas elas foram compradas no exterior, onde os preços são mais justos do que no Brasil. Mas existem algumas marcas que até no exterior são bem caras, como Chanel, Yves Saint Laurent (YSL), Hermès, etc. Aí eu fico só desejando, né? E esperando ganhar na Mega Sena para poder comprar!

Apesar de gostar de grifes (quem não gosta, atire a primeira pedra!), não sou uma escrava delas. Não vou deixar de ir naquela festa chique porque minha roupa não é de grife. E muito menos vou comprar produtos pirateados só para sustentar uma aparência que, no fundo, eu não tenho.
O Brasil está super inserido na indústria da moda e, hoje em dia, é plenamente possível encontrar marcas brasileiras não tão renomadas, que vendem roupas bonitas e de qualidade, com bom corte e caimento, por um precinho camarada. Já comprei peças lindas e com um caimento impecável em lojas como C&A e Renner, já comprei sapatos estilosos e super confortáveis em lojinhas desconhecidas… Enfim, na minha opinião, o segredo é procurar aquela peça que se ajuste perfeitamente ao seu corpo e esteja de acordo com seu gosto e estilo, não importa sua marca e seu preço. Marca é legal, mas não é essencial para um look perfeito.

Um produto de grife que eu gosto muito e não abro mão, são os perfumes. Algumas marcas mais baratinhas até produzem perfumes bons, mas os meus preferidos são os da Carolina Herrena e Donna Karan, grifes importadas e com preço salgado. O cheiro, a duração na pele, o design das embalagens (afinal, embalagem de perfume é tu-do), são bem melhores do que os perfumes de marcas  não tão famosas, principalmente as brasileiras.

E vocês, o que pensam sobre as grifes? Não abrem mão ou dispensam? 

E para finalizar o post e deixar vocês com “água na boca”, seguem alguns looks com peças de grife:

Camiseta Yves Saint Laurent (YSL)
Cardigã Tommy Hilfiger
Case para notebook Louis Vuitton
Mala de viagem Louis Vuitton
Pólo Lacoste
Cinto Hermès
Relogio Emporio Armani

Espero que tenham gostado do post! 

8 thoughts on “Reflexão: Roupas e acessórios de grife

  1. Também penso assim Bruna… HAHA! Mas para as mulheres é mais fácil conviver com isso, por quê? Penso que no Brasil até é relativamente fácil encontrar roupas legais em lojas como você citou, afinal, a indústria da moda por aqui é mais “alinhada” com a moda lá fora. Porém, quando o assunto é a moda masculina, aí é difícil viver por aqui. Varias vezes andei pela loja da Renner inteira, e somente consegui achar duas ou três roupas legais, o resto? Pfff… Já as grifes existem lá fora são as que “ditam” o que é moda ou não, e por aqui estamos longe disto. Sinceramente, é foda ser homem por aqui. Estou precisando comprar uma bolsa, de mão mesmo, não consigo mais andar com mochila nas costa, e como eu vou achar uma? Também não é sempre que um grife acerta nas suas criações, já vi muitas coisas fora do normal, mas na maioria das vezes é o que nos resta. Acabei! ^.^

  2. Na minha opinião, lojas como a Renner, a C&A, a Riachuelo são “de lua”. As vezes eu entro nelas e quero comprar tudo, tá tudo lindo. Outras vezes eu entro e não acho absolutamente na-da legal para comprar. Sempre que eu vou no shopping eu dou uma entradinha despretensiosa nessas lojas, mesmo que eu não esteja querendo comprar nada, só para ver se tem algo bom.
    Eu estava pensando em começar a fotografar peças masculinas legais que eu ache nos shoppings, para dar dicas para vocês. Por exemplo, eu entro na Renner e acho uma roupa masculina legal e com preço bom, aí eu fotografo e já posto no mesmo dia no blog. Se algum leitor estiver precisando de uma peça como aquela, já tem uma ideia de onde comprar. Só me falta tempo para fazer isso… Mas vou tentar!
    Ah! Quanto à bolsa que você disse que precisa, eu já vi várias bolsas e pastas masculinas na Zara. Elas são bem bonitas e estão sempre de acordo com as tendências internacionais, mas tem que ficar de olho na qualidade, pq eu já comprei algumas bolsas na Zara que ficaram acabadas em 3 usadas… Aproveita que a loja está toda em promoção e dá uma olhada lá, quem sabe você encontre algo!
    Obrigada pelos seus comentários… Abraço!!!

    1. Pois é… São bem de lua mesmo estas lojas! Eu já tinha encontrando algumas bolsas legais no site da Zara, já que a loja mais próxima de onde moro é em Floripa. =/
      Se você conseguir fazer isso Bruna, esse negócio de fotografar as roupas, vish! HAHAHA =D
      De nada, e obrigado pelas dicas, claro! Bjss

      1. Ai, Floripa, que delícia!!! Minha cidade preferida! hahaha
        Eu sou de São Paulo e aqui tem uma Zara a cada esquina, esqueço que em outros estados não é assim. :/
        Bj!!!

        1. Realmente a Zara nos outros estados é quase Grife. Mais ela na verdade é a maior competidora da Renner e Riachuelo. A C&A tem como foco os clientes “C , a riachuelo é “B e C, a Renner é “B e A e a Zara sempre buscou apenas o “A e agora com o mercado de moda tão popularizado, todos resolveram se atacar e que vença o melhor. Em goiania mesmo só existe 1 Zara e 4 Renner, além as C&A’s e Riachuelos

          1. Oi Douglas!
            Primeiramente, obrigada por ter compartilhado sua opinião com a gente…

            Eu, particularmente, não estou nem aí se a loja é voltada para a classe A, B, C , D, E ou Z (hahahaha). O que me importa é a roupa ser de qualidade e vestir bem no meu corpo.
            É difícil eu achar alguma peça de qualidade e que vista bem na Riachuelo (o mesmo ocorre com a Marisa), mas as vezes eu encontro, por isso não deixo de garimpar! Você disse que o foco dela é classes B e C, mas eu não acho ela tão barata. Muitas vezes encontro roupas mais baratas na Renner e na C&A do que na Riachuelo!
            Renner e C&A para mim são iguais. Preços parecidos, qualidade das roupas parecida. As vezes entro nelas e acho tudo lindo, assim como muitas vezes já entrei e não achei nada que me agradasse. Mas a qualidade das roupas delas são bem melhores do que a Riachuelo, na minha opinião.
            Já na Zara, a melhor época para comprar é na promoção. Esses dias, por exemplo, peguei a promoção de inverno e comprei uma bota que era R$ 250 e estava por R$ 79. Diferença absurda, né? Valeu muito a pena! Porém, fora de promoção, dificilmente compro lá. Só se eu gostar muito mesmo da peça ou estiver precisando muito de determinada peça que só tem lá. Caso contrario, compro em outras lojas, pq acho o preço da Zara muito caro e a qualidade das roupas não é grande coisa… Já comprei muita blusa que ficou toda torta depois da primeira lavagem.

            Abraço! :D

Deixe uma resposta